Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, Mulher



Histórico


Categorias
Todas as mensagens
 Link
 Citação


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


 
diário de ROSA KAPILA


 
 

"imagem "

Autor: Rosa Kapila

Buscar na Web "Rosa Kapila"

Quando: 17/05/2013

RASGUEI MINHA ALMA COM AS UNHAS. SAÍ PINGANDO MENSTRUAÇÃO PELA RUA E, UM SENHOR COCHICHICHOU EM MEU OUVIDO.ENTREI NUMA FAMÁCIA E COMPREI FORROS PARA VOVÓS. EU QUERO ESCREVER SOBRE ISSO VIU VOVÓ EMILY?.BJS.



Categoria: Citação
Escrito por Rosa Kapila às 11h45
[] [envie esta mensagem] []



 
 

"Luis Trimano"

Autor: Rosa Kapila

Buscar na Web "Rosa Kapila"

Quando: 15/05/2013

LUIS TRIMANO MAMÃE ME DEU UM LÁPIS E COM ELE DEI A VOLTA AO MUNDO. EU E MEU AMIGO TRIMANO ( O HOMEM QUE CARICATURA ATÉ DEUS ) O HOMEM DE TRÊS MÃOS, QUE GOSTA DE ACARICIAR AS PALAVRAS COMO QUEM AFAGA UM CÃO... EU E TRIMANO GARGALHAMOS QUANDO NOSSOS ALUNOS NÃO NOS CONHECE. NÃO SABER QUEM É TRIMANO E NEM KAPILA, NORMAL! MAS DESCONHECER TARSILA DO AMARAL E VIRGÍNIA WOOLF, SINISTRO! MUITOS AMIGOS QUE CRUZARAM A PORTA SERENA NOS AJUDAM NOS DOANDO JUÍZO. PEDIMOS AO VENTO, A KEROUAC, A NERUDA, A MAIAKOVSKY, A VIRGÍNIA... PEDIMOS ÀS MONTANHAS VERDES, ROSA... AO ENCONTRO DE SÓIS PEDIMOS ÀS CRATERAS MEXICANAS, AO MONTE NEVADA, A ARIZONA E ATÉ IDAHO! PEDIMOS GANAS DE CONTINUAR SENTINDO CHEIRO DE CHUVA DE CAMINHAR DE MADRUGAR E DE ATRAVESSAR A PAREDE QUE NÃO VEMOS. (esse poema se encontra no livro: "Palavra-Pássara" de minha autoria ) Escrito por Rosa Kapila às 16h35



Categoria: Citação
Escrito por Rosa Kapila às 18h00
[] [envie esta mensagem] []



 
 

"Uma Cadeira Sentada em Minha Barriga"

Autor: Rosa Kapila

Quando: 15/05/2013

UMA CADEIRA SENTADA DORMIA EM MINHA BARRIGA A meus sonhos ocultos Da remissão dos pecados Sangro feito orquídea Canto para o céu; posposto não vejo teus olhos /embebidos de vinho. Do calor reinante pessoas se amofinam. De Teresina “maninha” chama-se a mulher que não consegue /ter filho. De pele baça ou embaçada o mundo está cheio Enquanto meu amor opera-se meu lábio definha e bate /o desejo de beijar. Sigo para Teresina, a terra se abre...em povoados vejo ossadas /e cruzes no caminho. Da ausência e do perdão “Sarça Ardente”. Dos amigos de minha mãe Antonio Trapiá feito grilo /me assustava. Da jovem que me disse “doente não merece amigos”, eu respondo: ESCROTA DOS INFERNOS! Chegará o dia em que a penugem de tua cabeça será empaçocada Na tabula rasa do destino e teu olho gordo vai engordar...engordar...engordar e, /depois explodir Dessa menina sacripanta Retirarei copo a copo a água da sabedoria que lhes dei na boca. Magra, mala, pálida ESPATIFA-TE IGUAL UM BISCUIT! Há rasgos da remissão dos pecados Da arte de flanerie conheci uma senhora chamada Alborina Da procura do amor perfeito acabo saindo pela tangente Procura-se o amor porque procura-se o amor. Acordo a noite Punhal. Chuviscos de relento Lua nua E eu também na janela Esposo ousado Todo teu e todo meu Atravesso a rua sonolenta à beça Teu cigarro cortado Ainda é meu perfume Faço Pego Retorço E mato O ciúme está indo pro inferno quando me acordam Sempre tenho vontade de esganar quem me acorda UMA CADEIRA SENTADA DORMIA EM MINHA BARRIGA.



Categoria: Citação
Escrito por Rosa Kapila às 15h58
[] [envie esta mensagem] []



 
 

""

Autor: Rosa

Quando: 15/05/2013

NO DIA EM QUE EU ECLIPSAR-ME “Dou o nome de violência a uma audácia em repouso apaixonada pelo perigo.” ( Jean Genet. In: Diário de um ladrão ) No dia em que eu eclipsar-me Minha faca vai: cortar o fogo. Virarei uma víbora com dentes iguais /aos da onça que fuma em meu sonho. No dia em que eu eclipsar-me /vou dar portada na cara. De sangue no olho /vou queimar essa civilização de papel. No dia em que eu eclipsar-me /vou cortar teu couro tão bem cortado /que nem Deus vai conseguir costurar.



Categoria: Citação
Escrito por Rosa Kapila às 15h52
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]